A Copa do Mundo de 2002 foi realizada na Coreia do Sul e no Japão, e foi a primeira vez que o torneio foi sediado por dois países. O evento começou em maio e terminou em junho, e foi acompanhado por bilhões de pessoas ao redor do mundo.

Desde o início, a seleção brasileira era um dos favoritos para o título. A equipe contava com jogadores talentosos como Ronaldo, Rivaldo e Ronaldinho Gaúcho, e era liderada pelo técnico Luiz Felipe Scolari, que havia vencido a Copa América com o time em 2001.

No entanto, a competição mostrou que o favoritismo não era garantia de sucesso. A seleção brasileira teve um começo difícil, empatando com a Turquia em seu primeiro jogo. No segundo jogo, venceu a China por 4 a 0, mas não convenceu a torcida. No terceiro jogo, perdeu para a Costa Rica por 2 a 0, em uma das maiores surpresas da competição.

Além da seleção brasileira, muitos outros favoritos também decepcionaram. A seleção francesa, detentora do título, não passou da fase de grupos, assim como a seleção argentina, liderada por Gabriel Batistuta. A Alemanha, finalista da última edição, caiu nas quartas de final para a seleção brasileira.

Enquanto isso, as equipes menos cotadas surpreenderam. A Coreia do Sul chegou às semifinais, a Turquia ficou em terceiro lugar e a seleção japonesa mostrou muito talento, mesmo tendo sido eliminada nas oitavas de final.

No final, o título ficou com a seleção brasileira, que conseguiu se recuperar após um começo difícil. Ronaldo marcou oito gols em toda a competição, incluindo dois na final contra a Alemanha. O time brasileiro jogou um futebol ofensivo e envolvente, mostrando que o talento individual pode fazer a diferença em uma competição tão importante.

Em resumo, a Copa do Mundo de 2002 foi uma competição cheia de surpresas e decepções. O favoritismo não garantiu o sucesso, e equipes menos cotadas surpreenderam. No final, a seleção brasileira conseguiu mostrar seu talento e conquistar o título de forma merecida.